Aqui você é um ninja de verdade
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [OFF] Kanji vs Devid Emo

Ir em baixo 
AutorMensagem
'Kanji
Aluno da Academia
Aluno da Academia
avatar

Mensagens : 30
Data de inscrição : 31/01/2011
Idade : 24
Localização : Não enteressa pra você.. ._.

Ficha do Personagem
Personagem: Kid Nagato
HP:
1500/1500  (1500/1500)
Chakra:
1800/1800  (1800/1800)

MensagemAssunto: [OFF] Kanji vs Devid Emo   Sab Fev 05, 2011 12:06 pm

Local >
Clima > 15º
Hora > 20:30

[center]
Treino ? Tenso , Devid-San irá me derrotar facilmente .

Chego ao local a espera de Devid-San .

Kanji Status :
HP : 1500 / 1500
Chakra : 1800 / 1800
Voltar ao Topo Ir em baixo
Youhei Sunohara
Aluno da Academia
Aluno da Academia
avatar

Mensagens : 67
Data de inscrição : 06/11/2010
Idade : 25
Localização : Kumo

Ficha do Personagem
Personagem:
HP:
1400/1400  (1400/1400)
Chakra:
1400/1400  (1400/1400)

MensagemAssunto: Re: [OFF] Kanji vs Devid Emo   Sab Fev 05, 2011 1:32 pm

Spoiler:
 


Treino?
Ninguém deve esperar muita coisa de um gênio.
On: Como muitos sabem Kujou teve uma vida difícil e o que fez olhar o mundo diferente, ele se odiava e odiava todos, odiava ainda mais os ninjas.. mas então porque ele seguiu o mesmo destino?, era uma pergunta que ele se fazia todos os dias quando acordava, o porque de ter seguido os passos de seus familiares, ser ninja só leva a uma unica coisa, só leva a morte.. apenas pessoas idiotas não conseguem perceber isso, muitos conseguem a glória, ser um símbolo para sua vila ou qualquer ilusão parecida, mas para Kujou Kazuya aquilo não passava de pura faxada dos humanos. As vezes aquele menino de quinze anos pensa em se matar, porém ele fez uma promessa para sua amiga que sempre ficaria ao lado dela, a amiga de Kujou é nada mais nada menos do que Victorique de blois, uma menina que também teve a felicidade de perder alguém querido enquanto era criança, mas não como Kujou, porém os dois tem pensamentos iguais e parecem que foram feitos um para o outro, mas dizem que esse assunto é "pacificamente medonho", mas não seria diferente de uma menina e menino de catorze anos. Assim como Kujou a menina odeio esse mundo e apenas continua viva por causa de sua familia e melhor amigo, a primeira visão todos dizem que ambos são dois revoltados com a vida e que apenas ficam em seu mundinho critico da vida, porém não é realmente isso que os dois sentem, a perda de alguém querido fez eles olharem o mundo diferente, de que nada é belo, porém isso não chega a ser uma doença ou um costume de ser ant social, eles apenas não gostam no mundo que vivem, no que está ao redor e também odeiam o Futuro.
Em uma manhã tranqüila, por volta das nove horas Kujou acorda de seu sono pesado e tranqüilo, poderia ter dormido mais se tivesse lembrado de fechar a Janela na noite passada, o que deixou o quarto frio e uma forte ventania, a primeira coisa que ele fez foi se levantar e fechar a janela, deixando o lugar quieto novamente, depois ele se joga na cama novamente e pensa " que horas são?", mas logo se desinteressou com as horas e foi para a sala, ao chegar na mesma ele percebe a bagunça que tinha feito na noite anterior que ficou pulando enquanto assistia seu filme preferido "Garota infernal", depois disso ele foi dormir sem arrumar a bagunça, sendo assim ele liga sua televisão e se deita no sofá amarelado para assistir mais uma vez Garota infernal, porém uma batida na porta fez ele perder o interesse pelo filme, logo se levantou e foi atender a porta, quando abriu uma menina de cabelos loiros entrou, ela não falou ou nem um Bom dia, ela tinha lindos olhos azuis e pequena, seu cabelo chegava até o chão, a mesma estava com uma roupa domestica e parecia estar muito nervosa, ela entra dentro da casa e kujou apenas fica olhando ela, ele logo pergunta
- Victorique!!- Falou o nome dela Kujou um pouco irritado- Diga pelo menos um bom dia
a menina então logo se vira para ele depois de ter desligado a televisão, ela fecha seus olhos aos poucos e cruza os braços, Kujou dá dois enormes passos para trás pois sabia que boa coisa não iria sair de sua boca, ela logo anda em direção para ele com uma expressão de raiva e diz com sua voz meiga e de criança
- Kujou não tenho tempo para prestas atenção em sua formalidade..-Porque?- disse ele interrompendo-a, ela logo fecha ainda mais os olhos após ver que foi interrompida, uma coisa que ela não gostava, então ela se senta no sofá e cruza as pernas, ficando de costas para ele, que estava um pouco atrás do sofá, - Kujou.. aonde está meu livro?
Depois disso o menino cai no chão, não é por falta de equilibrio, é apenas uma mania que ele tem ao ouvir coisas completamente sem sentido ou pervertidas, dessa vez ele ouvia uma coisa totalmente fora da realidade, ele logo se levanta resmungando "itatatai", disse ele colocando a mão na cabeça, logo ele fica de frente para Victorique que olhava ele com um olhar penetrante porém leve.
Você está nervosa por isso Victorique-chan?
ela logo abre os seus olhos ficando de tamanhos normais e responde apontando o dedo indicador esquerdo para ele
Kujou-kun... aquele livro é muito raro- Kujou deu dois passos para trás tentando se distanciar da menina, ela logo continua sua analise- Olhe essa bagunça Kujou... está olhando?- Provavelmente disse ele rapidamente não querendo que ela venha com um texto criticando a bagunça feita na noite anterior, Mas na verdade após ouvir o provavelmente dele a menina começa a rir sem parar, Kujou fez cara de desanimação e ficou se perguntando porque a risada, ela não parava de rir, ficava colocando a mão na frente da boca como uma mania feita após rir bastante, para ela era tudo muito engraçado, Kujou então se senta no chão olhando ela rir e espera ela acabar, a menina de longos cabelos loiros para logo em seguida, tirava as lágrimas em seu olho que foram criadas por causa da forte risada que ela deu, ela logo se ajoelha na frente dele e diz com um sorriso no rosto
Foi engraçado
Depois disso ela o ajudou a arrumar a sala que estava uma bagunça, enquanto arrumava a sala Kujou se lembra de como encontrou Victorique.

Spoiler:
 
A vida de kujou não foi fácil, aquela criança que na época tinha dez anos já era abalada psicologicamente, infelizmente sua familia foi morta na sua frente, porém não foi uma morte qualquer, seu pai foi mutilado, sua mãe queimada e sua irmã que na época era um bebê sufocada, tudo isso enquanto ele era imobilizado pronto para ser o proximo a morrer, porém quando chegou a sua vez sou salvo por uma areia que dominou seu corpo, a areia era forte e conseguiu esmagar três dos bandidos, mas depois disso ela parou de se mover deixando um dos canalhas ainda vivo, porém misteriosamente ele foi morto por uma kunai vinda de fora da casa, aquela época ele começou a ver o mundo de outra maneira, odiando todo mundo e odiando a si mesmo, queria ter morrido ali mesmo, porém sabia que aquilo não iria resolver em nada, ficou longos anos em sua casa fazendo nada, quando completou dez anos começou a sair um pouco de casa, porém sempre cabisbaixo e pouco se lixando para aquele mundo de merda, preferia mil vezes ficar em seu mundo medíocre. em um belo dia andando pelas ruas ele viu uma menina de cabelos loiros correr em direção ao jardim, curioso ele logo a seguiu até aonde ela foi, o lugar era belo e lindo, Kujou se sentiu feliz e aliviado ao ver tudo aquilo, era tão interessante aquele local, já a menina se ajoelhou no meio do jardim e ficou chorando, Kujou curiosamente perguntou o porque de tanto choro, mas não teve nenhuma resposta, talvez seria melhor ele dar um tempo, sendo assim se sentou no chão na frente dela e ficou olhando ela chorar, ficaram até de noite um olhando para a cara do outro, era bem relaxante para eles, não se conheciam, nem mesmo o nome do outro, mas os olhares pareciam falar por si só o que já era um bom começo. Depois daquele dia Victorique começou a dizer o que realmente sentia, ela chorou a alguns dias atrás por causa de seu pai que foi em uma missão e não voltou mais, Kujou a todo momento deu muita força para ela e também contou o triste fim de sua familia, os pensamentos de ambos eram parecidos e passaram meses e anos conversando sobre tudo, era uma amizade forte e para sempre.
Spoiler:
 
Na tarde anterior Kujou recebeu uma carta vinda de alguém de Konoha, Kujou morou em Konoha e seu acontecimento familiar ocorreu justamente lá, o Hokage deixou aquilo como segredo maximo, sem querer ficar naquele local o menino então foi para Kumo aonde se tornou ninja e vive sua vida mediocre, voltando, essa carta era de algum ninja que misteriosamente conhecia Kujou, que também era chamado de Devid, porém o Garoto não ligou a mínima com a carta e jogou na sala, mas Victorique enquanto tirava a poeira debaixo do sofá percebeu um envelope branco empoeirado sair daquele local, logo ela olha para o menino que estava de costas, percebendo que ele estava ocupado ela abre a carta e começa a ler pausadamente, depois de ler ela por inteira, exclusive o nome ela diz uma unica palavra
- Kujou-kun...
o mesmo olha para trás fazendo um som com a boca fechada "hum?", e ficou esperando ela fazer essa pergunta, porém não foi uma pergunta feita e sim uma afirmação
... Você vai lutar contra esse ninja
Depois disso como esperado Kujou cai de costas no chão se jogando de tão surpreendente que a afirmação foi, depois disso eles ficaram discutindo um defendedo sua parte, no final como sempre Victorique ganhou e "gentilmente" pediu para seu amigo lutar, sendo assim eles foram para o local marcado.
o Sol foi embora deixando a lua acalmar as almas de quem olhava para ela, os dois amigos olhavam para a lua com um sorriso nos rostos, a escuridão chegou mas não tomou conta do local, nenhuma nuvem no céu estava flutuando e apenas os raios da lua desciam até a terra, o local da batalha era misterioso e estranho, uma floresta tenebrosa que cheira a mistério no ar, uma coisa que victorique gostava muito, ao longe os dois viram um ninja, sua aparência era estranha e bizarra, porém não vi via os detalhes, precisaria de mais luz do que somente os raios solares, Logo a loira olha ara seu amigo e diz
o mundo é uma ilusão... quem vive nele é iludido
Kujou logo fez um sinal de positivo e mandou ela se afastar daquele local, ela então ficou bem longe talvez a alguns cinqüenta metros de seu amigo, o mesmo olhava fixamente para seu inimigo e não disse nenhuma palavra, apenas olhava

Spoiler:
 
Spoiler:
 
Spoiler:
 
Spoiler:
 
Spoiler:
 
Spoiler:
 
Spoiler:
 

Técnicas Já ativadas
Citação :
Citação :
Suna no Yoroi (Armadura de Areia)
Quem usa: Gaara
Rank: --
Descrição: O ninja cria uma fina, porém durável e resistente, camada de areia sobe sua pele. Não é tão resistente quanto o Escudo de Areia, porém é bastante utíl. Só pode proteger contra jutsus ofensivos de usados por ninjas tão fortes ou mais fracos quanto o usuário da armadura de areia. O ninja com a armadura de areia fica bastante pesado e tem seus movimentos restringido

Citação :
Suna no Tate (Escudo de Areia)
Quem usa: Gaara
Rank: --
Descrição: O usuário bloqueia um ataque inimigo criando uma barreira feita de areia entre ele e o ataque do adversário. No caso de Gaara, a técnica é usada automaticamente para protegê-lo sem ser necessário gastar chakra ou mover-se, mas isso apenas ocorre devido ao sacrifício de sua mãe quando o Shukaku foi selado em seu corpo. Apenas ataques muito rápidos ou poderosos podem transpor essa defesa.

Spoiler:
 


Status

Kujou
Hp: 1500
Ch: 1800
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[OFF] Kanji vs Devid Emo
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Batle [2.0] :: Konoha :: Campo de Treino-
Ir para: